EUA propõe ferramenta Hacker para ataques

4 junho, 2008

Dando um último suspiro antes do adeus (não, não estou abandonando o blog, só vou ficar mais um tempo off :/), estou aqui para postar uma notícia um pouco velha, mas acredito que não muito conhecida.

Em maio deste ano, um coronel da Força Aérea ameriacana propos que fosse criada uma “botnet” (rede de computadores controlados remotamente). Esse tipo de rede é utilizada por hackers para efetuar ataques a outros computadores, possibilitando assim que o governo dos EUA pudesse atacar qualquer computador no globo.

Porém, está também é uma faca de dois gumes, pois caso algum hacker conseguisse acesso a essa botnet, conseguiria atacar até mesmo os computadores do governo dos Estados Unidos. Outro problema é a “autonomia” de uso, uma vez que os militares precisariam de autorização do presidente para realizar ataques internos, ou de permisão por parte dos outros países para realizar ataques contra hackers em seu “território”.

E dá-lhe os EUA tentando dominar o mundo por todos os lados.

Fonte : Terra

Anúncios

Exército tenta simular o futuro

15 maio, 2008

Para quem não leu a outra matéria do blog sobre o uso supercomputadores para simular a realidade , sugiro que leiam antes aqui.

Depois de lido o artigo, o que falarei agora fará mais sentido.

O departamento de defesa dos EUA está criando através do uso de supercomputadores, um planeta Terra virtual, para que pudessem prever o futuro. Parece até filme de ficção científica, mas não é. Eles utilizam uma réplica quase identica ao nosso planeta, onde não apenas dados geográficos são adicionados, informações políticas e pessoais também são utilizadas, para tentar prever o comportamento de outros países.

Este sistema tem o nome de SWS (Sentient World Simulation) é descrito no site do projeto como “um espelho sintético do mundo real continuamente ajustado para refletir seu estado”. Sendo constantemente alimentado com notícias de todo o mundo e, até, informações militares ultra-secretas. 

Entretanto está um pouco longe de prever todo o comportamento da Terra, mas está perigosamente avançado, contendo informações a cerca de países como China, Iraque e Afeganistão. Onde, sobre alguns países expecificos, contém dados muito mais detalhados, como os do oriente médio, supostos “inimigos”.

Só para reforçar a idéia, a matrix não está tão longe quanto imaginamos.

Fonte: Wikipédia.